Jovem sofre racismo em jogo Online e o caso vai à Promotoria. 

O jovem que prefere não ser citado foi vítima de abuso e racismo por ser negro em um jogo Online, a denúncia chegou hoje a promotoria de Brasília, os acusados ainda não identificados promoveram o composto bullying contra o jovem, o caso já está na promotoria e vai a investigação nesta semana!  Não importa se é branco, negro ou seja lá qual for a cor, merecem ser respeitados e vamos fazer com que isso aconteça, sempre que sofrerem as pessoas devem sim denunciar mesmo que seja na internet é um crime sem direito a fiança, iremos investigar e punir severamente os culpados. (Palavras da promotoria da 13° comarca de Brasília ) 

O caso segue na justiça e não ficará impune, e nós da public mídia não evitaremos em divulgar e denunciar tais casos. 

Casting de Fotógrafos em Fortaleza Dezembro 2016

O casting de fotógrafos acontece por patrocínio de algumas empresas brasileiras, onde terá vários eventos testando o trabalho de cada fotógrafo, fotógrafos selecionados: Robson Gerso, Frank Photos, Pedro Bitencourt, Claudecí Fotografia, Laura Geranesi, Hemerson Buiol, Priscila Mendes, Caroline Salvatori.

O ganhador além de receber por cada evento concorre a 20,000 reais em equipamentos Fotográficos, o que desejamos é sorte a todos.

Comissão aprova relatório que recomenda abertura do impeachment Parecer de Antonio Anastasia foi aprovado por 15 votos a favor e 5 contra. Agora, relatório será submetido à votação no plenário principal do Senado.

A comissão especial do impeachment do Senado aprovou nesta sexta-feira (6), por 15 votos a favor e 5 contrários, o relatório do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) que recomenda a abertura do processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff. Com o aval do colegiado, o texto será submetido agora à votação no plenário principal do Senado.
A previsão, segundo o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), é que o parecer de Anastasia seja apreciado pelo plenário na próxima quarta-feira (11).
O relatório será lido em plenário na próxima segunda-feira (9) e publicado no Diário Oficial do Senado. A partir daí, começa a contar o prazo de 48 horas para a votação em plenário.

Janot pede ao STF autorização para investigar Dilma, Lula e Cardozo

Procurador questiona nomeação de Lula para ministro, que STF suspendeu. Em notas, ministro Cardozo (AGU) e Instituto Lula criticaram pedido.O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de abertura de inquérito para investigar a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o advogado-geral da União, ministro José Eduardo Cardozo, por suposta obstrução à Justiça, em tentativa de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato.
O pedido, sigiloso, será analisado pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF. O sigilo é motivado pelo fato de que o pedido tem como base gravações de conversas telefônicas entre Dilma e Lula, inicialmente divulgadas pelo juiz federal Sérgio Moro e cujo segredo foi decretado posteriormente pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo.
Ministro e Lula contestam
Por meio de nota (leia a íntegra ao final desta reportagem), o ministro José Eduardo Cardozo, que falou também em nome da presidente Dilma Rousseff, afirmou que as denúncias do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS), que fundamentaram o pedido, são “absolutamente levianas e mentirosas”.
A nota também critica o vazamento de um inquérito sigiloso “antes mesmo que quaisquer investigações pudessem ser feitas em relação às inverdades contidas na delação premiada do senador”.
O Instituto Lula divulgou nota (leia a íntegra ao final desta reportagem) na qual afirma: “Só existe um crime evidente neste episódio: a gravação clandestina e divulgação ilegal de um telefonema da presidenta da República”.
Motivos do pedido
No pedido de abertura de inquérito, Janot menciona a nomeação do ministro Marcelo Navarro Ribeiro Dantas para o Superior Tribunal de Justiça (STJ) no ano passado; e também a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ministro da Casa Civil neste ano.
Em delação premiada, o senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS) e seu ex-chefe de gabinete Diogo Ferreira disseramque Marcelo Navarro foi nomeado para o STJ sob o compromisso de conceder liberdade a donos de empreiteiras presos na Operação Lava Jato, o que ele nega.
A nomeação de Lula passou a ser analisada a partir de uma gravação autorizada e divulgada pelo juiz Sérgio Moro de uma conversa com Dilma na véspera da posse. No diálogo, a presidente diz que enviaria a Lula um “termo de posse”, para ser usado só “em caso de necessidade”.
Investigadores suspeitam que o documento foi enviado às pressas, junto com a nomeação em edição extra do “Diário Oficial da União”, para evitar uma eventual prisão do ex-presidente pelo juiz Sérgio Moro. Essa suposta manobra é interpretada pelo procurador como crime de obstrução da Justiça.
Em abril, Janot enviou parecer ao STF em que disse ver elementos de “desvio de finalidade” de  Dilma na escolha de Lula para assumir o ministério, que teria a intenção de tumultuar as investigações da Operação Lava Jato.
Delcídio também relatou que Cardozo, então ministro da Justiça, fez diversas movimentações para tentar promover a soltura de presos da Lava Jato.
O pedido de inquérito também cita uma gravação feita pelo assessor de Delcídio, Eduardo Marzagão, na qual ele conversa com o então ministro da Educação, Aloizio Mercadante.
Na conversa, Mercadante teria oferecido ajuda em troca do silêncio de Delcídio, para evitar que o senador fechasse um acordo de delação premiada.
Nota da Advocacia Geral da União
Na noite desta terça, o governo divulgou nota do ministro José Eduardo Cardozo, da Advocacia Geral da União. Leia a íntegra:
Tendo em vista as informações divulgadas pela imprensa de que a Procuradoria Geral da República determinou a abertura de inquérito para apurar as denúncias do Senador Delcidio do Amaral acerca de eventual obstrução de justiça, o advogado geral da união, José Eduardo Cardozo, esclarece que:
1- As denúncias feitas pelo Senador Delcidio do Amaral são absolutamente levianas e mentirosas, conforme  já foi reiteradamente esclarecido anteriormente em notas e entrevistas coletivas.
2- A abertura de inquérito irá demonstrar apenas que o Senador, mais uma vez, faltou com a verdade, como aliás já anteriormente havia feito quando mencionou ministros do Supremo Tribunal Federal na gravação que ensejou a sua prisão preventiva.
3- Lamenta-se apenas que, mais uma vez, um inquérito sigiloso tenha sido objeto de vazamento antes mesmo que quaisquer investigações pudessem ser feitas em relação às inverdades contidas na delação premiada do Senador.
Nota do Instituto Lula
O Instituto Lula também divulgou nota na noite desta terça-feira sobre o pedido do procurador-geral, Rodrigo Janot, ao STF. Leia a íntegra:
Só existe um crime evidente neste episódio: a gravação clandestina e divulgação ilegal de um telefonema da presidenta da República.

Mais grave ainda é que este crime tenha sido praticado por um juiz federal, afrontando não apenas a Lei mas uma decisão do Supremo Tribunal Federal.
As conversas telefônicas do ex-presidente Lula, grampeadas pela Operação Lava Jato, são a prova cabal de que não houve ilegalidade nem obstrução à Justiça em sua nomeação para o ministério pela presidenta Dilma Rousseff.
Nesses diálogos particulares, com pessoas de sua confiança, Lula contou ter recebido um apelo da presidenta para ajudá-la a tirar o país da crise. E afirmou, textualmente: “eu jamais aceitaria ser ministro para me proteger”.

Mesmo no grampo da conversa entre Lula e a presidenta – que por sua origem espúria não pode ser aceito como prova contra nenhum dos dois –

image

não há nenhuma palavra que denote ilegalidade ou obstrução à Justiça.

Há um diálogo sobre a assinatura do termo de posse, como foi esclarecido anteriormente pela Presidência da República.
A gravação ilegal indesculpável é que deveria merecer a ação da Procuradoria Geral da República, em defesa da lei e do estado de direito.

Reajuste bolsa família “farsa”

A presidenta dilma afirma que o reajuste de 9% no bolsa família estaria previsto desde de 2014, deputados alegam que ouve este reajuste “temporário” apenas para que bolsistas passe para seu lado e esqueçam do impeachment, posse se dizer que a presidenta é realmente esperta, brasileiros e brasileiras agora todos devem dizer  (não se corromper é importante) n vamos ceder nosso país por um mísero bolsa família!

image

Justiça de Sergipe manda operadoras bloquearem WhatsAppBloqueio a partir das 14h deve durar 72 horas. Pedido foi feito pela Justiça do Sergipe.

A Justiça de Sergipe mandou as maiores operadoras de telefonia do país bloquearem o acesso dos brasileiros ao aplicativo de mensagem instantânea WhatsApp a partir das 14h desta segunda-feira (2). A assessoria da TIM confirmou ao G1 que recebeu a notificação.
A decisão é do juiz Marcel Maia Montalvão, da Vara Criminal de Lagarto, no Segipe.

Não é a primeira vez que um tribunal pede a suspensão do acesso ao serviço de bate-papo no Brasil. O bloqueio anterior ocorreu em dezembro de 2015, quando a Justiça do Piauí ordenou que as empresas impedissem a conexão. A ferramenta permaneceu inacessível por 12 horas.

STF suspende crédito extra de R$ 100 mi para propaganda da PresidênciaDecisão liminar foi concedida em ação proposta pelo partido Solidariedade. Para Gilmar Mendes, crédito não poderia ser liberado sem aval do Congresso.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes decidiu neste domingo (1º) suspender a liberação de um crédito extra de R$ 100 milhões para a Presidência da República gastar em publicidade e propaganda do governo federal.

O Palácio do Planalto afirmou que não iria comentar a decisão porque ainda não havia sido notificado.

O magistrado concedeu uma liminar (decisão provisória) em ação apresentada na última sexta-feira (29) pelo partido Solidariedade questionando uma medida provisória editada na semana passada pela presidente Dilma Rousseff.
No momento em que é publicada, a MP entra em vigor imediatamente, mas tem que ser confirmada pelo Congresso Nacional em um prazo máximo de 120 dias para virar lei – caso contrário, perde a validade.

Na sua decisão, Gilmar Mendes apontou que não havia urgência para a medida provisória e que a abertura do crédito só poderia ter ocorrido com aval do Legislativo.

A mesma medida provisória também previa abertura de crédito de outros R$ 80 milhões para implantação de infraestrutura para os Jogos Olímpicos, mas a validade dessa parte foi mantida por Gilmar Mendes.

O ministro mandou notificar a Presidência, o Advogado-geral da União e a Procuradoria Geral da República para que se manifestem. Em seguida, levará o caso para ser apreciado pelo plenário da corte, o que não tem prazo para acontecer.
Relevância e urgência

Na ação, o Solidariedade argumentou que não estavam presentes os requisitos mínimos de “relevância” e “urgência” para justificar a abertura de crédito extraordinário. Em meio à crise política, o partido ponderou ao STF que a verba seria destinada a “fins pessoais e partidários” num momento em que o Congresso discute o processo de impeachment de Dilma.
Segundo a ação, o crédito só poderia ter sido autorizado por decisão do Congresso Nacional e a medida provisória revela uma “indevida expropriação da competência do Poder Legislativo pelo Poder Executivo”.

O ministro entendeu que a abertura de crédito R$ 100 milhões para publicidade desrespeita a Constituição porque nada indica que se tratem de despesas “imprevisíveis e urgentes”.
Segundo o ministro, “não se pode dizer que os gastos com publicidade, por mais importantes que possam parecer ao governo no quadro atual, sejam equiparáveis às despesas decorrentes de guerra, comoção interna ou calamidade pública”.
Mendes destacou ainda que não é papel do Supremo discutir “a conveniência e a oportunidade” dessas despesas, mas destacou que as únicas que autorizam a abertura de créditos por medida provisória são as “imprevisíveis e urgentes”.
Em relação aos R$ 80 milhões de créditos para os Jogos Olímpicos, o ministro considerou que “a questão constitucional afigura-se mais delicada”. Segundo ele, a proximidade dos jogos transforma os gastos em urgentes, “ainda que as condições para sua abertura possam ser resultado de má gestão”.
“Isso porque a proximidade dos Jogos Olímpicos torna a urgência qualificada e não há nos autos elementos que permitam, em análise inicial, típica de providências cautelares, infirmar o caráter extraordinário do crédito, ainda que as condições para sua abertura possam ser resultado de má gestão. Assim, indefiro a medida cautelar no que concerne ao crédito aberto em favor do Ministério do Esporte para gastos com ‘Implantação de Infraestrutura para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016′”, afirmou.

Ao menos oito estados registram falta de vacinas contra a gripe no ‘Dia D’

Fila de vacinação  
Postos de AP, BA, ES, MT, MS, RJ, RS e SP fecharam antes do previsto. Ministério da Saúde diz que 71% do total das doses já chegou aos estados.Postos de vacinação de todo o país abriram neste sábado (30) para o chamado “Dia D” de vacinação contra a gripe. A ação, parceria do Ministério da Saúde com os estados e municípios tem como objetivo imunizar quase 50 milhões de pessoas até 20 de maio.

Porém, durante todo o dia, houve relatos de pelo menos oito estados (AP, BA, ES, MT, MS, RJ, RS e SP) de que algumas cidades ficaram sem vacinas. O Ministério da Saúde informou que distribui as 54 milhões de doses – número superior ao público-alvo da vacinação – desde o dia 1° de abril.

No balanço mais recente, de sexta-feira (29), 71% do total já havia sido repassado para os estados, o que permitiu a alguns municípios antecipar a vacinação. O Ministério da Saúde afirmou, porém, que o balanço de vacinação do “Dia D”, só será divulgado no final da próxima semana.

Falta de vacinas

A quantidade insuficiente de doses da vacina fez os municípios de Alagoas optarem por não participar do ‘Dia D’. Apenas Delmiro Gouveia está mobilizado. Em Maceió, só os postos temporários colocados nos supermercados e shoppings participam da mobilização.
Na Bahia, no entanto, ao menos 21 cidades estão fora da iniciativa por conta do baixo estoque de doses. Entre esses municípios estão Salvador, Vitória da Conquista, Feira de Santana e Jequié.

Em Macapá, no Amapá, a campanha de vacinação também está suspensa por falta de vacinas e permanece sem prazo para normalização da campanha de imunização.

Em Mato Grosso, postos de saúde de Rondonópolis e Tangará da Serra tiveram de suspender a vacinação por falta de doses nesta manhã.

Em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, houve relatos de tumulto, filas e até falta de vacinas. Uma das unidades de saúde fechou as portas às 8h, por falta de doses.
No Rio Grande do Sul, as doses da vacina também acabaram em alguns postos de Pelotas e Rio Grande ainda no período da manhã. A Prefeitura de Porto Alegre manterá 142 unidades de saúde abertas para a campanha de vacinação.

No Rio de Janeiro, moradores de Valença contaram que faltou vacina em várias unidades de saúde. Na capital do estado, a Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza mais de 550 postos de vacinação, entre pontos fixos e itinerantes.

Em Colatina, no Espírito Santo, uma unidade de saúde fechou ao meio dia, por falta de facinas. Segundo a Secretaria de Saúde do estado, só foram enviadas 74% da cota das vacinas para o Espírito Santo.

A cidade mineira de Juiz de Fora teve que remanejar a população entre os postos de saúde, já que, em algumas unidades, as doses se esgotaram.

Em São Paulo, várias cidades tiveram as doses esgotadas. Em Piracicaba, a vacinação durou menos de oito horas. Foram enviadas 32 mil doses para a cidade nesta primeira etapa, que começou neste sábado. A imunização foi suspensa até a próxima quarta-feira (4).

Em Marília e Botucatu (SP), a vacinação foi suspensa ao meio dia, enquanto em Bauru, o término do “Dia D” aconteceu uma hora antes do previsto, sempre por falta de vacinas.

Quem deve tomar?

Devem tomar a vacina os grupos prioritários, recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS): pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto) e os funcionários do sistema prisional. As pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis também devem procurar os postos de saúde.O Ministério da Saúde informou que disponibilizou às secretarias estaduais de saúde, até esta sexta-feira (29), mais de 38 milhões de doses da vacina. Foram adquiridas pelo governo 54 milhões de doses para a campanha de vacinação deste ano.
No Distrito Federal, a Secretaria de Saúde espera que 110 mil pessoas procurem atendimento neste sábado. Cerca de 610 mil pessoas devem ser vacina ao longo da campanha. No Hospital Regional da Asa Norte (Hran), foi criado um serviço de “drive thru” para que pacientes com dificuldade de locomoção para que eles possam se imunizar sem sair do carro.

Vacina segura

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues, orientou a população a se informar nas unidades básicas de saúde nas secretarias municipais sobre a campanha. Segundo ela, como 22 estados já adiantaram as campanhas de vacinação, em algumas regiões as autoridades podem não considerar necessária a abertura dos postos neste sábado.

A vacina contra gripe é considerada segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, como internações ou mortes. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações, segundo o Ministério da Saúde.

Segundo Carla Domingues, esta vacina não provoca gripe. O que pode ocorrer é que a pessoa, ao receber a vacina, coincidentemente, pode ter sido acometida por outros tipos de vírus em circulação e que não estão incluídos na vacina.

Está decidido! Mec prorroga o simulado Enem.

Após reclamações dos estudantes nas redes sociais, o Ministério da Educação (MEC) decidiu aumentar o prazo para a realização do primeiro simulado online do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Trezentos e cinquenta mil estudantes que concluirão o ensino médio neste ano se inscreveram para a prova, marcada para este sábado (30).O prazo, que encerraria às 20h, foi estendido até domingo (1), no mesmo horário. Os alunos terão quatro horas para resolver o teste, composto por 80 itens, com a mesma metodologia seguida na elaboração do Enem.

O teste é promovido pelo Ministério da Educação (MEC) por meio da plataforma de estudos Hora do Enem (horadoenem.mec.gov.br). Até o meio da tarde, 150 mil pessoas já haviam feito a prova.